A Vida Sentimental de Idália

Inacreditável que isso ainda possa acontecer.

CAP 18. A Vida Sentimental de Idália

Idália é filha “ilegitima”. Isso mesmo, sua mãe e seu pai nunca foram casados nem ao menos moraram juntos ou namoraram. Eles se deixaram levar pela atração que sentiam um pelo outro e acabaram gerando uma filha. Seria nada de mais se não fosse o fato do pai de Idália já ser casado na época e não pretender em nenhum momento divorciar-se. Porém, ele não fugiu das suas obrigações ou pelo menos fez com que todos acreditarem que não havia fugido. Ele nunca deixou de visitar a menina, pelo contrário o fazia quase toda semana. Ainda, levava presentes e contribuía financeiramente com as despesas da casa. No entanto, nunca deu seu sobrenome para Idália. Apesar de conhece-lo, na certidão dela constava PAI DESCONHECIDO. Tal fato fazia parte de um acordo que ele estabelecera  com a esposa: poderia amparar a filha “bastarda”, mas jamais poderia reconhece-la legalmente pois o seu sobrenome seria herdado apenas pelos seus filhos “verdadeiros”. Curioso, é que Idália jamais questionou o pai com relação a tamanha exclusão. Por mais que sentisse vergonha de revelar às amigas que não carregava o sobrenome do pai, ela sentia como se não merecesse carrega-lo. Afinal, ela não era digna de tanto e deveria dar graças a Deus porque, mesmo “sem obrigação”, o seu pai a amava e nunca havia deixado faltar nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s