A Vida Sentimental de Zuleica

Este conto é para aqueles que pensam que todas as mulheres são doces e amáveis.

CAP 16. A Vida Sentimental de Zuleica

Zuleica era feia, muito feia, mas o que a deixava verdadeiramente horrenda era a sua forma de pensar e de agir. Beirando os 24 anos e já desesperada para encontrar um bom partido   e assim ter uma vida “confortável”, ela foi à caça. Saía todos os finais de semana com as amigas com um único objetivo: buscar um homem de posses. Não precisava ser jovem nem bonito. Devia ter “apenas” uma renda considerável, uma profissão admirável e vir de uma família respeitável. Para a sua sorte e o azar de Luiz os dois encontraram-se na noite número 16. Ele reunia todas as qualidades preferidas de Zuleica. Além disso, era romântico e ingênuo. Não percebeu que ela passou quase que a noite toda referindo-se a ele como “o feioso” em conversas com as amigas. Zuleica até relutou em dar o primeiro beijo, mas pensou em como seria bom ter alguém para leva-la de carro onde ele quisesse, ir a restaurantes finos, viajar pelo país e sair da casa dos pais tudo às custas do otário. Nos dias subsequentes deu logo um jeito de engatar um compromisso. Levou-o para conhecer a sua família e também fez questão de conhecer a mãe e o pai do moço, a final de contas era moça séria. Em um ano e meio estavam casados e planejando o primeiro filho. Mesmo assim, ela não conseguia ver o seu marido, a pessoa com quem ela se deitava todos os dias, como um homem atraente e continuava referindo-se a ele para as amigas como “o feioso”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s