A Vida Sentimental de Alice

Sexta-feira é dia da série “A Vida Sentimental da Mulher Contemporânea“. Um poema-prosa de minha autoria, Paula Viera, sobre uma mulher que ainda não deixou de ser menina.

CAP4. A Vida Sentimental de Alice

Curiosa e egoísta
Alice se orgulhava de ser quem era
Nunca dera um beijo por amor,
Mas beijava como ninguém
Como beijava aquela menina
Era natural
Miguel entrou na sua vida de repente
Uma semana, um mês, um ano
Estava perdidamente apaixonada
Foi cedendo, amolecendo, emburrecendo
Mudou completamente
Quando Alice menos esperava,
Ele perdeu o interesse
Miguel queria ter novas experiencias
Sozinha
Agora uma mulher
Não sabia mais quem era
Do que é mesmo que gostava?
Teve que redescobrir

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s