BBC dá exemplo de como não fazer uma entrevista

Fundada em 1922, a  British Broadcasting Corporation, ou melhor, a BBC, é a emissora de rádio e televisão do Reino Unido, que presta um serviço autônomo. Como? Apesar de ser pública, o governo não exerce influência direta sobre a corporação. Seus fundos vêem de uma taxa anual cobrada de todos os lares do Reino Unido, empresas e organizações que usam equipamento para receber e gravar transmissões feitas ao vivo.

No entanto, a BBC que é conhecida por duas coberturas ao redor do mundo e por seus documentários bem produzidos que buscam instigar os telespectadores, além de esclarecer questões sobre os mais variados assuntos, pisou na bola esta semana. Durante uma entrevista realizada em um dos telejornais da emissora, a âncora (apresentadora) tenta insistente interromper e desviar as afirmações de um senhor que relata os bastidores da onda de manifestações violentas que vem ocorrendo em diversas cidades.

Os conflitos começaram, no final de semana dos dias 6 e 7 de agosto, entre jovens dos subúrbios de Londres e policiais. Pouco tempo depois Birmingham e Liverpool também sentiram as consequências da revolta popular, que mistura acusações de corrupção por parte da polícia misturadas à crise econômica que vem piorando as condições de vida das classes mais pobres, principalmente dos imigrantes.

 

 

Várias perguntas pairam no ar: será que a posição da jornalista expõe a visão neoliberal da qual a empresa é acusada, será a BBC autônoma mesmo ou, ainda, será que esta é uma postura editorial de espetacularização midiática adotada pela emissora, que vem abrindo espaço nos últimos tempos para programas do tipo reality shows? Alguma coisa me diz que a análise deste caso dá uma boa tese!

Obs: Em matéria, O Globo traz comparações entre os conflitos atuais e os riots que se espalharam por Londres nos anos 80.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s